Para o cantor e compositor Nando Reis, 51 anos, ao invés de reprimir o uso de drogas, a sociedade deveria é educar os jovens e mostrar que o “uso abusivo causa dependência”, mas sem terrorismo.

Em conversa com o blog Estilo, o ex-Titãs, disse que o usuário não pode criar um vínculo cotidiano com a droga e a partir do momento em que ela afeta a vida pessoal e profissional, ele deve saber o momento de parar.

Segundo Nando Reis, somente ex-usuários têm um papel moral e importante para conscientizar os mais jovens sobre a seriedade das consequências que as drogas podem ocasionar, coisa que ele mesmo faz com os seus filhos.

“É sempre melhor alertar que o uso abusivo causa dependência e optar por informar, ao contrário, de proibir”, diz.

“Você vincula uma atividade cotidiana e cria um negócio que sistematicamente vicia”, completa.

Nando está há mais de um ano sem usar drogas. Casado pela segunda vez com a mãe de seus cinco filhos, de quem ficou separado por quase uma década, o cantor falou sobre sua relação com as drogas, carreira e a educação da sociedade com relação ao assunto.