A fotógrafa e artista visual Marina Bitten ( na foto), 29 anos, está realizando a experiência de misturar a fotografia com a terapia.


Em seus 10 anos de trabalhos fotográficos, ela se deparou com dezenas de mulheres em crise de autoestima e dificuldade de convivência com o corpo, o que gera, em casos extremos, ansiedade e depressão.
Resolveu criar o projeto I Love Myself ( Eu eu amo): Marina convida as mulheres no estúdio ou em suas casas a se abrir, contar suas dores e dizer como gostariam de expressar seu corpo. "Muitas choram ao contar suas dificuldades e pressões". Notou problemas até em mulheres, cujos corpos correspondem aos padrões de beleza, vivendo uma busca pela aceitação.


" Eu percebi que esses ensaios se configuram um ritual de auto-descoberta. E muitas me relevaram depois como esse ritual ajudou-as a lidar melhor lidar com suas autoestima".